https://fbcdn-sphotos-e-a.akamaihd.net/hphotos-ak-xfa1/t1.0-9/998935_721692497847799_332490081_n.jpg



Quer curtir uma Musica...por favor, ligue o RÁDIO!!
CLIQUE ABAIXO!











=PARA VIVER COM POESIA=

No fim tu hás de ver que as coisas mais leves são as
únicas que o vento não consegue levar:
um estribilho antigo, o carinho no momento preciso,
o folhear de um livro,
o cheiro que um dia teve o próprio vento...

=(Mário Quintana - Para Viver Com Poesia)=





...







sábado, 21 de junho de 2014

Meu Deus, me dê a coragem =Clarice Lispector=


Meu Deus, me dê a coragem de viver trezentos
e sessenta e cinco dias e noites,
todos vazios de Tua presença. Me dê a coragem de
considerar esse vazio como uma plenitude.
Faça com que eu seja a Tua amante humilde,
entrelaçada a Ti em êxtase.
Faça com que eu possa falar com este vazio tremendo e receber
como resposta o amor materno que nutre e embala.
Faça com que eu tenha a coragem de Te amar, sem odiar as
Tuas ofensas à minha alma e ao meu corpo.
Faça com que a solidão não me destrua
Faça com que minha solidão me sirva de companhia.
Faça com que eu tenha a coragem de me enfrentar.
Faça com que eu saiba ficar com o nada e mesmo assim me sentir
como se estivesse plena de tudo. Receba em teus
braços o meu pecado de pensar.

=Clarice Lispector=

=Clarice Lispector=


Sou como você me vê.
Posso ser leve como uma brisa ou forte como uma ventania,
Depende de quando e como você me vê passar.

=Clarice Lispector=

O que será (À flor da pele)=Chico Buarque=(70 anos)


O que será que me dá
Que me bole por dentro, será que me dá
Que brota à flor da pele, será que me dá
E que me sobe às faces e me faz corar
E que me salta aos olhos a me atraiçoar
E que me aperta o peito e me faz confessar
O que não tem mais jeito de dissimular
E que nem é direito ninguém recusar
E que me faz mendigo, me faz suplicar
O que não tem medida, nem nunca terá
O que não tem remédio, nem nunca terá
O que não tem receita

O que será que será
Que dá dentro da gente e que não devia
Que desacata a gente, que é revelia
Que é feito uma aguardente que não sacia
Que é feito estar doente de uma folia
Que nem dez mandamentos vão conciliar
Nem todos os ungüentos vão aliviar
Nem todos os quebrantos, toda alquimia
Que nem todos os santos, será que será
O que não tem descanso, nem nunca terá
O que não tem cansaço, nem nunca terá
O que não tem limite

O que será que me dá
Que me queima por dentro, será que me dá
Que me perturba o sono, será que me dá
Que todos os tremores me vêm agitar
Que todos os ardores me vêm atiçar
Que todos os suores me vêm encharcar
Que todos os meus nervos estão a rogar
Que todos os meus órgãos estão a clamar
E uma aflição medonha me faz implorar
O que não tem vergonha, nem nunca terá
O que não tem governo, nem nunca terá
O que não tem juízo.

=Chico Buarque=

DESENCONTRO =Chico Buarque=


A sua lembrança me dói tanto
Eu canto pra ver
Se espanto esse mal
Mas só sei dizer
Um verso banal
Fala em você
Canta você
É sempre igual

Sobrou desse nosso desencontro
Um conto de amor
Sem ponto final
Retrato sem cor
Jogado aos meus pés
E saudades fúteis
Saudades frágeis
Meros papéis

Não sei se você ainda é a mesma
Ou se cortou os cabelos
Rasgou o que é meu
Se ainda tem saudades
E sofre como eu
Ou tudo já passou
Já tem um novo amor
Já me esquece.

=Chico Buarque=

De todas as maneiras=Chico Buarque=


De todas as maneiras
Que há de amar
Nós já nos amamos
Com todas as palavras feitas pra sangrar
Já nos cortamos
Agora já passa da hora
Tá lindo lá fora
Larga a minha mão
Solta as unhas do meu coração
Que ele está apressado
E desanda a bater desvairado
Quando entra o verão.

=Chico Buarque=

O meu amor = (Chico Buarque) =(70 anos)


O meu amor
Tem um jeito manso que é só seu
E que me deixa louca
Quando me beija a boca
A minha pele inteira fica arrepiada
E me beija com calma e fundo
Até minh'alma se sentir beijada, ai

O meu amor
Tem um jeito manso que é só seu
Que rouba os meus sentidos
Viola os meus ouvidos
Com tantos segredos lindos e indecentes
Depois brinca comigo
Ri do meu umbigo
E me crava os dentes, ai

Eu sou sua menina, viu?
E ele é o meu rapaz
Meu corpo é testemunha
Do bem que ele me faz

O meu amor
Tem um jeito manso que é só seu
De me deixar maluca
Quando me roça a nuca
E quase me machuca com a barba malfeita
E de pousar as coxas entre as minhas coxas
Quando ele se deita, ai

O meu amor
Tem um jeito manso que é só seu
De me fazer rodeios
De me beijar os seios
Me beijar o ventre
E me deixar em brasa
Desfruta do meu corpo
Como se o meu corpo fosse a sua casa, ai

Eu sou sua menina, viu?
E ele é o meu rapaz
Meu corpo é testemunha
Do bem que ele me faz.

=Chico Buarque=

Soneto =Chico Buarque= (70 anos)


Por que me descobriste no abandono
Com que tortura me arrancaste um beijo
Por que me incendiaste de desejo
Quando eu estava bem, morta de sono

Com que mentira abriste meu segredo
De que romance antigo me roubaste
Com que raio de luz me iluminaste
Quando eu estava bem, morta de medo

Por que não me deixaste adormecida
E me indicaste o mar, com que navio
E me deixaste só, com que saída

Por que desceste ao meu porão sombrio
Com que direito me ensinaste a vida
Quando eu estava bem, morta de frio.

=Chico Buarque=

terça-feira, 17 de junho de 2014

→ Ƹ̴Ӂ̴Ʒ ... POEMA= ( Fernando Sabino ) = → Ƹ̴Ӂ̴Ʒ ...


O céu, azul de luz quieta,
As ondas brandas a quebrar,
Na praia lúcida e completa
(Pontos de dedos a brincar)

No piano anônimo da praia
tocam nenhuma melodia
De cujo ritmo fim saia
Todo sentido deste dia

Que bom, se isto satisfizesse
Que certo, se pudesse crer
Que esse mar e essas ondas
E esse céu tem vida e tem ser.

=( Fernando Sabino )=

Beijos não são contratos = William Shakespeare=


"Depois de algum tempo você aprende a diferença, a
sutil diferença entre dar a mão e acorrentar uma alma.
E você aprende que amar não significa apoiar-se, e que companhia nem sempre significa segurança.
E começa aprender que beijos não são contratos e que presentes não são promessas.
E começa aceitar suas derrotas com cabeça erguida e olhos adiante, com a
graça de um adulto e não com a tristeza de uma criança.
E aprende a construir todas as suas estradas no hoje, porque o terreno do
amanhã é incerto demais para os planos, e o futuro tem o costume de cair em
meio ao vão.
Depois de um tempo você aprende que o sol queima se ficar exposto por muito tempo.
E aprende que não importa o quanto você se importe, algumas pessoas simplesmente não se importam...
E aceita que não importa quão boa seja uma pessoa, ela vai ferí-lo de vez em quando e você precisa perdoá-la por isso.
Aprende que falar pode aliviar dores emocionais.
Descobre que se leva anos para construir confiança e apenas segundos para
destruí-la, e que você pode fazer coisas em um instante, das quais se
arrependerá pelo resto da vida.
Aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas
distâncias.
E o que importa não é o que você tem na vida, mas quem você tem na vida.
E que bons amigos são a família que nos permitiram escolher.
Aprende que não temos que mudar de amigos se compreendermos que os amigos
mudam; percebe que seu melhor amigos e você podem fazer qualquer coisa, ou
nada, e terem bons momentos juntos.
Descobre que as pessoas com quem você mais se importa na vida são tomadas de
você muito depressa – por isso, sempre devemos deixar as pessoas que amamos
com palavras
amorosas, podem ser a última vez que a veremos.
Aprende que as circunstâncias e os ambientes têm influência sobre nós, mas
nós somos responsáveis por nós mesmos.
Começa a aprender que não se deve comparar com os outros, mas com melhor que
pode ser.
Descobre que se leva muito tempo para se tornar a pessoa que quer ser, e que
o tempo é curto.
Aprende que não importa onde chegou, mas onde está indo, mas se você não
sabe para onde está indo, qualquer lugar serve.
Aprende que, ou você controla seus atos ou eles o controlarão, e que ser
flexível não significa ser fraco ou não ter personalidade, pois não importa
quão delicada e frágil seja uma situação, sempre existem dois lados.
Aprende que heróis são pessoas que fizeram o que era necessário fazer,
enfrentando as conseqüências.

Aprende que paciência requer muita prática.
Descobre que algumas vezes, a pessoa que você espera que o chute quando você
cai, é uma das poucas que o ajudam a levantar-se.
Aprende que a maturidade tem mais a ver com o tipo de experiência que se
teve e o que você aprendeu com elas, do que quantos aniversários você
celebrou.
Aprende que há mais dos seus pais em você do que você supunha.
Aprende que nunca se deve dizer que uma criança que sonhos são bobagens,
poucas coisas são tão humilhantes e seria uma tragédia se ela acreditasse
nisso.
Aprende que quando está com raiva tem o direito de estar com raiva, mas isso
não te dá o direito de ser cruel.
Descobre que só porque alguém não o ama do jeito que você quer que ame, não
significa que esse alguém não o ame com tudo o que pode, pois existem
pessoas que nos amam, mas simplesmente não sabem como demonstrar ou viver
isso.
Aprende que nem sempre é suficiente ser perdoado por alguém, algumas vezes
você tem que aprender a perdoar-se a si mesmo.
Aprende que com a mesma severidade com que julga, você será em algum momento
condenado.
Aprende que não importa em quantos pedaços deu coração foi partido, o mundo
não pára para que você o conserte.
Apreende que o tempo não é algo que possa voltar para trás. Portanto, plante
seu jardim e decore sua alma, ao invés de esperar que alguém lhe traga
flores.
E você aprende que realmente pode suportar...
Que realmente é forte, e que pode ir muito mais longe depois de pensar que
não se pode mais.
E que realmente a vida tem valor e que você tem valor diante da vida!"

= William Shakespeare=

=Sergio Fornasari =


Felicidade são pedacinhos de carinho
que distribuímos pela vida!

=Sergio Fornasari =

=Fernando Pessoa =


"Eu tenho uma espécie de dever,
dever de sonhar, de sonhar sempre,
pois sendo mais do que um espetáculo de mim mesmo,
eu tenho que ter o melhor espetáculo que posso."

=Fernando Pessoa =

=Sigmund Freud =


“Existem momentos na vida da gente,
em que as palavras perdem o sentido
ou parecem inúteis,
e, por mais que a gente pense numa forma
de empregá-las elas parecem não servir.
Então a gente não diz, apenas sente.”

=Sigmund Freud =

Esse inferno de amar =Almeida Garrett=


Esse inferno de amar – como eu amo!
Quem me pôs aqui n’alma... Quem foi?
Esta chama que alenta e consome,
Que é a vida – e que a vida destrói –
Como é que se veio atear,
Quando – ai quando se há de apagar?

Eu não sei, não me lembra: o passado,
A outra vida que dantes vivi
Era um sonho talvez...- foi um sonho –
Em que paz tão serena a dormi!
Oh! Que doce era aquele sonhar...
Quem me veio, ai de mim! Despertar?

Só me lembra que um dia formoso
Eu passei... Dava o sol tanta luz!
E os meus olhos, que vagos giravam,
Em seus olhos ardentes os pus.
Que fez ele? Eu que fiz? – Não o sei;
Mas nessa hora a viver comecei...

=Almeida Garrett=

=Rosicarmen Xavier=


Bateu saudade, do tempo que era normal correr na chuva,
brincar na rua até a mamãe chamar para o jantar,
trepar em árvore, catar florzinhas do campo,
escorregar nos sacos de farinha do vovô,
fazer panelinhas de barro com as primas,
encrencar com os irmãos, roubar rosas da titia,
chorar por um arranhãozinho de nada só
para ganhar carinho da vovó...
Ah, como era bom ser criança!

=Rosicarmen Xavier=

=Tati Zanella=


"Amar entre outras coisas
é unir as mãos e o coração,
dividir os sonhos e as angustias,
os erros e os acertos, é andar
lado a lado,desfazer os nós e criar laços,
é persistir sempre,
pois somos mais fortes
quando estamos juntos".

=Tati Zanella=

do filme HellBoy.


"O que faz de um homem um homem?
Sao suas origens?
O modo como começa a vida?
Sao as escolhas que ele faz?
Não é a forma como ele começa as
coisas, mais como ele decide a termina-las" .

=do filme HellBoy=

=Iveti Specorte=


Aquece meu peito

Envolvendo meus braços

Cobertor de pele
Lã de silêncios.
E fitando meus olhos
Acaricie meus lábios
Com beijos...
=Iveti Specorte=

=Lao-Tse=


"Deixai quieta a água lamacenta,
e ela por si só se
tornará transparente."

=Lao-Tse=

=Arnalda Rabelo=


Embrulhava a saudade num papel de seda
envolvia-a num laço de fita,
borrifava o interior de uma caixinha
com perfume de rosas e, ali guardava
a sua saudade.
Todos os dias o mesmo ritual.
Era uma espécie de prece...
Uma espécie de devoção.

=Arnalda Rabelo=

Se...=(Jaime Vieira) =


"Se você viesse e ficasse, e sem querer olhasse
nos meus olhos e notasse
Talvez a tristeza terminasse.
Se dessa saudade eu gostasse,
E pelos menos a conta perdesse,
de cada sol que nasce,ou talvez não lembrasse,
quantos se foram sem que você voltasse.
Se a esperança não palpitasse e a dor não notasse
Se a solidão não gritasse, e os soluços se sufocassem,
Talvez as lágrimas não rolassem!

(Jaime Vieira)

A vida agradece=Franci Mello=


Às vezes olhamos em volta
e percebemos com total clareza a
competição existente na sociedade atual.
Em todos os lugares,
até mesmo onde não imaginávamos
que existisse.
Precisamos entender que se queremos
ter coração puro e
paz na consciência,
devemos fazer o possível
para promover a
unidade e harmonia em todo
e qualquer ambiente em que nos
façamos presentes.
Seja pela sinceridade
em nossas atitudes,
pela honestidade em nosso
comportamento, e principalmente
orando por nós e por todos.
Pode até ser difícil,
mas não é impossível.
A vida agradece!

=Franci Mello=

O pouco do que eu queria=(Viviane Ramos Luz) =


Eu adoro ser sua amiga...
Essa amizade que com o tempo se tornou muito pra mim.
Esse muito que não me abandona,
Esse muito que me encoraja,
Esse muito que me faz rir,
Esse muito que é meia felicidade,
Esse muito que é meu remédio,
Esse muito que faz falta quando não tenho a sua companhia.
Essa é a amizade que substituiu meu outro sentimento de antes.
O sentimento que se tornou pouco...
O pouco do que eu queria.

Esse pouco que faz tanta diferença,
Esse pouco em que eu perco a alma,
Esse pouco que por menor que seja pra você, pra mim cresce a cada dia,
Esse pouco que às vezes é tão grande que se esconde pra não te preocupar,
Esse pouco que se mostra forte, mas que por trás apenas chora,
Esse pouco que um dia você quase achou,
Esse pouco que nunca existiu antes,
Esse pouco que se conforma,
Esse pouco que não acaba,
Esse pouco que escrito aqui, supera o muito,
Esse pouco que te ama... E se resume somente nesse amor,
Esse pouco que eu tanto queria.

(Viviane Ramos Luz)

Soneto do amor total=Vinícius de Moraes=


Soneto do amor total.

Amo-te tanto meu amor... não cante
O humano coração com mais verdade...
Amo-te como amigo e como amante
Numa sempre diversa realidade.

Amo-te enfim, de um calmo amor prestante
E te amo além, presente na saudade.
Amo-te, enfim, com grande liberdade
Dentro da eternidade e a cada instante.

Amo-te como um bicho, simplesmente
De um amor sem mistério e sem virtude
Com um desejo maciço e permanente.

E de te amar assim, muito e amiúde
É que um dia em teu corpo de repente
Hei de morrer de amar mais do que pude.

=Vinícius de Moraes=

Total de visualizações de página

SEJA VOCÊ TAMBÉM UM SEGUIDOR DESTE BLOG...A POESIA AGRADECE!!!CLIQUE ABAIXO..

Meus Amigos Queridos!

Postagens populares

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...


Deixe o seu comentário!