https://fbcdn-sphotos-e-a.akamaihd.net/hphotos-ak-xfa1/t1.0-9/998935_721692497847799_332490081_n.jpg



Quer curtir uma Musica...por favor, ligue o RÁDIO!!
CLIQUE ABAIXO!











=PARA VIVER COM POESIA=

No fim tu hás de ver que as coisas mais leves são as
únicas que o vento não consegue levar:
um estribilho antigo, o carinho no momento preciso,
o folhear de um livro,
o cheiro que um dia teve o próprio vento...

=(Mário Quintana - Para Viver Com Poesia)=





...







sexta-feira, 10 de janeiro de 2014

*Frases Aleatórias de Vários Autores*


*Para quem sabe esperar, tudo vem a tempo.
=Clément Marot =

"Bem aventurado aquele que já consegue receber com a mesma naturalidade o ganho e a perda,
o acerto e o erro, o triunfo e a queda, a vida e a morte."
=Autor desconhecido =


Quando encontrar um espadachim, saque da espada: não recite poemas para quem não é poeta.
=De um clássico Budista Ch'an citado em Thunder in The Shy =


Os políticos não conhecem nem o ódio, nem o amor. São conduzidos pelo interesse e não pelo sentimento.
=Philip Chesterfield =


Obrigado por passar embaraço junto comigo, por ter gargalhado com as piadas sem graça que eu te contei,
por conhecer meu lado mais ridículo e divertir-se junto comigo.
=Augusto Branco =


Amigo não se escolhe
É conquista... pura sintonia
Não tem importância se for nobre
Pobre, ou um mero vagabundo...
=Desconheço o autor... =


Dias de tempestades, nos fazem valorizar os dias de sol
=Stefano Cavalcanti ( o poeta adorador) =


Como se eu procurasse não aproveitar a vida imediatamente, mas só a mais profunda, o que me dá dois modos de ser: em vida,
observo muito, sou "ativa" nas observações, tenho o senso do ridículo, do bom humor, da ironia, e tomo um partido.
Escrevendo, tenho observações "passivas", tão interiores que "se escrevem" ao mesmo tempo em que são sentidas quase sem o que se chama de processo. É por isso que no escrever eu não escolho, não posso me multiplicar em mil, me sinto fatal a despeito de mim.
=Clarice Lispector =


Quando considero a duração mínima da minha vida, absorvida pela eternidade precedente e seguinte, o espaço diminuto que ocupo, e mesmo o que vejo, abismado na infinita imensidade dos espaços que ignoro e me ignoram, assusto-me e assombro-me de me ver aqui e não lá. Quem me pôs aqui? Por ordem de quem me foram destinados este lugar e este espaço?.
=Blaise Pascal =

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Total de visualizações de página

SEJA VOCÊ TAMBÉM UM SEGUIDOR DESTE BLOG...A POESIA AGRADECE!!!CLIQUE ABAIXO..

Meus Amigos Queridos!

Postagens populares

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...


Deixe o seu comentário!