https://fbcdn-sphotos-e-a.akamaihd.net/hphotos-ak-xfa1/t1.0-9/998935_721692497847799_332490081_n.jpg



Quer curtir uma Musica...por favor, ligue o RÁDIO!!
CLIQUE ABAIXO!











=PARA VIVER COM POESIA=

No fim tu hás de ver que as coisas mais leves são as
únicas que o vento não consegue levar:
um estribilho antigo, o carinho no momento preciso,
o folhear de um livro,
o cheiro que um dia teve o próprio vento...

=(Mário Quintana - Para Viver Com Poesia)=





...







domingo, 19 de janeiro de 2014

Nossa Truculência =Clarice Lispector=


Quando penso na alegria voraz com que
comemos galinha ao molho pardo, dou-me
conta de nossa truculência. Eu, que seria
incapaz de matar uma galinha, tanto gosto
delas vivas mexendo o pescoço feio e procurando
minhocas. Deveríamos não comê-las e ao seu sangue?
Nunca. Nós somos canibais, é preciso não esquecer.
E respeitar a violência que temos. E, quem sabe,
não comêssemos a galinha ao molho pardo, comeríamos
gente com seu sangue. Minha falta de coragem de matar
uma galinha e no entanto comê-la morta me confunde,
espanta-me, mas aceito. A nossa vida é truculenta:
nasce-se com sangue e com sangue corta-se a união
que é o cordão umbilical. E quantos morrem com sangue.
É preciso acreditar no sangue como parte de nossa vida.
A truculência. É amor também.

=Clarice Lispector=

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Total de visualizações de página

SEJA VOCÊ TAMBÉM UM SEGUIDOR DESTE BLOG...A POESIA AGRADECE!!!CLIQUE ABAIXO..

Meus Amigos Queridos!

Postagens populares

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...


Deixe o seu comentário!