https://fbcdn-sphotos-e-a.akamaihd.net/hphotos-ak-xfa1/t1.0-9/998935_721692497847799_332490081_n.jpg



Quer curtir uma Musica...por favor, ligue o RÁDIO!!
CLIQUE ABAIXO!











=PARA VIVER COM POESIA=

No fim tu hás de ver que as coisas mais leves são as
únicas que o vento não consegue levar:
um estribilho antigo, o carinho no momento preciso,
o folhear de um livro,
o cheiro que um dia teve o próprio vento...

=(Mário Quintana - Para Viver Com Poesia)=





...







segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

O IDIOTA...


Conta-se que numa cidade do interior um
grupo de pessoas se
divertia com o idiota da aldeia. Um pobre coitado,
de pouca inteligencia, vivia de pequenos
biscates e esmolas. Diariamente eles chamavam o idiota
ao bar onde se reuniam e ofereciam a
ele a escolha entre duas moedas: uma grande de 400 REIS
e outra menor, de 2.000 REIS.
Ele sempre escolhia a maior e menos valiosa, o que era motivo
de risos para todos. Certo dia,
um dos membros do grupo chamou-o e lhe perguntou se ainda nao
havia percebido que a moeda maior valia menos. Eu sei respondeu
o tolo assim: Ela vale cinco vezes menos,
mas no dia que eu escolher a outra, a brincadeira acaba e nao
vou mais ganhar minha moeda.

Pode-se tirar varias conclusoes dessa pequena narrativa.
A primeira: Quem parece idiota, nem sempre é.
A segunda: Quais eram os verdadeiros idiotas da história?
A terceira: Se você for ganancioso, acaba estragando sua
fonte de renda.
Mas a conclusão mais interessante é:
A percepção de que podemos estar bem, mesmo quando os outros não
tem uma boa opinião a nosso respeito.
Portanto, o que importa não é o que pensam de nós, mas sim,
quem realmente somos.
O maior prazer de uma pessoa inteligente é bancar o idiota,
diante de um idiota que banca o inteligente —

=Desconheço o autor=

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Total de visualizações de página

SEJA VOCÊ TAMBÉM UM SEGUIDOR DESTE BLOG...A POESIA AGRADECE!!!CLIQUE ABAIXO..

Meus Amigos Queridos!

Postagens populares

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...


Deixe o seu comentário!